foto1-6

“Com o teu voto garantimos o colapso climático”: apoiantes do Climáximo alteram outdoors dos partidos com assento parlamentar

Na noite de 19 de fevereiro apoiantes do Climáximo subverteram os outdoors dos principais partidos políticos portugueses adicionando a seguinte frase: “Com o teu voto garantimos o colapso climático” denunciando assim a escolha premeditada dos partidos de agravarem a crise climática

“Com o teu voto garantimos o colapso climático”: apoiantes do Climáximo alteram outdoors dos partidos com assento parlamentar

Na noite de 19 de fevereiro apoiantes do Climáximo subverteram os outdoors dos principais partidos políticos portugueses adicionando a seguinte frase: “Com o teu voto garantimos o colapso climático” denunciando assim a escolha premeditada dos partidos de agravarem a crise climática.

O Campo Pequeno, em Lisboa, acordou hoje com diversos outdoors de partidos políticos alterados por apoiantes do coletivo por justiça climática com o objetivo de denunciar a ausência de planos para travar a crise climática. Uma das porta-vozes qualifica a falta de planos como uma declaração de guerra dos políticos contra a sociedade pois os partidos estão “cientes da violência e da destruição que as suas políticas estão e vão causar”.

O grupo de apoiantes acrescentou a frase “com o teu voto garantimos o colapso climático” no outdoor do Partido Socialista, do Bloco de Esquerda e do PAN, tendo sido parados pela polícia quando se dirigiam para os outdoors do Chega e do PSD. Quando questionados sobre o porquê de irem colocar em todos os partidos indicaram que é consensual para todos os partidos a expansão de infraestruturas mortíferas, das quais se incluem um novo aeroporto, a expansão do terminal de gás natural liquefeito em Sines e a construção de um novo gasoduto entre Portugal e Espanha. A porta-voz acrescenta ainda que “eleições em 2024, com mandato até 2028, sem se apresentar um programa de transição justa e cortes de emissões para atingir a neutralidade carbónica até 2030, é garantir que a seca vai destruir a agricultura e o acesso à água, é garantir a destruição da vida”.

Segundo o site do coletivo, a sociedade não poderá delegar aos partidos e aos seus planos de destruição a tarefa de proteger a vida e travar a crise climática. O coletivo promete voltar às ações de protesto durante as próximas semanas e convoca toda a sociedade para se juntar.

https://www.climaximo.pt

foto2-3125995-9686238-1409129