Contacto: indymediapt@disroot.org

A publicação neste site é moderada manualmente, não sendo, portanto instantânea.

O Centro de Média Independente – Portugal compromete-se com os seguintes princípios:

  • Trabalhar de forma não hierárquica;
  • Ser uma ferramenta nas mãos das apostas políticas que estejam à altura dos tempos, que modifiquem a consciência das multidões e abram espaços de sociabilidade alternativa subtraída à lógica da guerra, do capitalismo e do patriarcalismo
  • Rejeitar todas as formas de discriminação e dominação
  • Compreender que a luta por um mundo melhor toma várias formas. O enfoque do Indymedia Portugal é na política, nas acções e nas campanhas de base;
  • Não ter ligações a partidos políticos ou ONGs comprometidas com o poder (toda a gente é livre de pertencer ao colectivo, ao partido ou à ONG que quiser. O CMI não poderá, nunca, ser porta-voz desse colectivo, desse partido ou dessa ONG. É nesse sentido que não pode ter ligações. O CMI pode ter pessoas que militam em partidos. Não podem é estar no CMI como representantes do partido). Nenhuma pessoa que integre o CMI poderá actuar em sua representação sem o prévio consentimento do colectivo editorial.
  • Defender e promover uma sociedade livre e libertada. Consequentemente, defender a liberdade das redes de comunicação e informação, defender uma sociedade livre de patentes, defender e promover o uso de tecnologias não destrutivas e ao alcance de todos e defender o uso, em particular, de tecnologias de informação de fonte aberta.
  • Perceber que a pressão contra-informativa não levará, por si só, a uma mudança radical. Como colectivo, a nossa atitude é afirmativa e, onde necessário, confrontacional.

Entrevista ao Jornal Mapa:

https://www.jornalmapa.pt/2024/03/06/a-internet-esta-capturada

Indymedia de regresso:

https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2023/09/06/indymedia-portugal-de-regresso-parabens-faziam-falta

+ info:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Centro_de_M%C3%ADdia_Independente

História da indymedia em Portugal (coletivos anteriores)

pt.indymedia: “A social-democracia da troika Costa-Catarina-Jerónimo é ainda um momento do capitalismo” (2016)
https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2016/08/28/pt-indymedia-a-social-democracia-da-troika-costa-catarina-jeronimo-e-ainda-um-momento-do-capitalismo/

Entrevista a elementos do Indymedia Portugal (2010)
https://passapalavra.info/2010/01/17891

Indymedia Portugal reactivado (2009)
http://picamiolos-casaviva.blogspot.com/2009/12/indymedia-portugal-reactivado.html

+

Indymedia em Portugal e o modelo de publicação aberta numa perspectiva táctica
https://cmi.indymedia.pt/wp-content/uploads/2023/10/Indymedia_em_Portugal_e_o_modelo_de_publ.pdf

Deixe um comentário