3 Estudantes detidas na Faculdade de Psicologia por darem palestra sobre ação climática

No terceiro dia de ações pelo fim ao fóssil 2 estudantes foram detidas por dar uma palestra e outra por estar a assistir. 

Esta tarde dezenas de polícias entraram na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e detiveram 3 estudantes da faculdade durante uma palestra sobre ação climática que quase 80 estudantes estavam a assistir. Duas estudantes foram detidas por estar a dar a palestra. A outra estava apenas a assistir.

“Nesta semana está-se a normalizar uma repressão da luta estudantil de uma dimensão que não se via há décadas. Como é possível estudantes que apenas estão a tentar lutar pelo seu futuro serem detidas?”, diz André Matias, porta-voz do núcleo pelo fim ao fóssil da FPUL. “Este é um precedente assustador no que toca à repressão da liberdade de expressão e direito à manifestação”.

Estavam várias carrinhas da polícia à porta da faculdade e as estudantes detidas foram arrastadas até estas, enquanto quem assistia entoava o cântico: “Que vergonha deve ser, deter estudantes num mundo a arder!”

Os estudantes estão desde segunda-feira a fazer ações nas escolas para reivindicar o fim aos combustíveis fósseis até 2030 e eletricidade 100% renovável e acessível até 2025, de modo a garantir que este é o Último Inverno em que gás fóssil é utilizado para produzir eletricidade em Portugal. 

Foi convocada uma vigília de solidariedade agora para a esquadra do Campo Grande. 

Como deves saber o nosso trabalho é auto financiado, e (in)felizmente esta semana tem obrigado a várias despesas dos nossos ninjas, entre transportes, refeições e internet pelo que infelizmente não conseguimos marcar presença nesta vigília.

Se tiveres hipótese de nós ajudar a cobrir as nossas despesas entra em contacto connosco.

Se fores lá capta imagens e vídeos e faz-nos chegar para difundirmos nas nossas redes.

Pela soberania da informação.